Carnaval momento de festas. Quais são os conselhos para os cristãos viverem esse tempo?

O atual Carnaval, celebrado no Brasil e em diversos países do mundo, encontra suas origens nos costumes das antigas comunidades cristãs! Durante os quarenta dias que antecediam a Páscoa, todo o povo católico da Antiguidade e Idade Média fazia verdadeira penitência e evitava comer carne. Por isso, nos dias que precediam o início da quaresma, toda a carne de uma casa (em geral seca e salgada) era  consumida pela família numa grande festa – o festival da carne – Carnaval – intensificando a dança e as brincadeiras.

O atual Carnaval, portanto, não é, em sua origem, uma comemoração mundana e pagã – como muitos apregoam. Tampouco é uma celebração litúrgica do calendário católico! Trata-se de uma festa “funcional” de consumo da carne e de término de um tempo comum para o ingresso no período reflexivo e introspectivo da Quaresma como preparação para a renovação batismal da Páscoa da Ressurreição – alegria das alegrias cristãs.

Com a forte secularização de nosso tempo, aos poucos a origem cristã da festa foi sendo deixada de lado e, hoje, o Carnaval tornou-se uma celebração totalmente secular e praticamente pagã. Por este motivo, muitos cristãos rejeitam  esta festividade. Outros, contudo, mergulham de cabeça e por vezes esquecem o Senhor de quem são servos. De fato, nenhum católico “precisa” brincar o Carnaval, mas também não está obrigado a rejeitá-lo por completo. Como fazer então para viver bem estes dias?

Eu acredito que nós podemos aproveitar para celebrar a grande alegria de sermos de Deus, de participarmos da vida de Cristo e de sermos ressuscitados nEle. E, assim como a Igreja Antiga aproveitou os festivais religiosos pagãos romanos para celebrar Jesus, nós também podemos  e devemos “batizar” as festas que nosso povo e nossa cultura tem em alta estima, dando a Jesus o senhorio destes momentos.

Se o povo brasileiro se alegra com danças, dancemos para o Senhor e com os irmãos. Se o povo brasileiro canta, cantemos para Jesus. Se o povo brasileiro sai às ruas para levar seus blocos e escolas de samba, saiamos para levar o Reino de Deus que é alegria e paz no Espírito Santo! Sem precisar “confrontar” quem está distante da Igreja e do Evangelho, nós podemos mostrar o quanto é mais consistente e duradouro alegrar-se em Deus!

Por isso, você, templo do Espírito Santo, mesmo não sendo obrigado a brincar o carnaval, pode fazê-lo – mas não de qualquer jeito, porque você não é qualquer um! Você é filho de Deus! Portanto pode dar a este festejo um sentido mais profundo que a frívola alegria mundana normalmente o faz!

Algumas dicas para celebrar bem o Carnaval:

  • Vá à Igreja! A RCC realiza em todas as dioceses do Brasil carnavais cristãos!
  • Passe um pouco deste tempo em família, afinal não é sempre que temos tantos dias de folga!
  • Reúna seus amigos e vizinhos para uma festa e aproveite a oportunidade para, na alegria, anunciar Jesus!
  • Ore com os textos bíblicos que mais lhe consolam e alegram!
  • Prepare a sua quaresma, escolhendo a mortificação, a oração e a caridade que você irá fazer!
  • Aproveite para relaxar e comer bem antes de iniciar o grande trabalho de penitência e conversão quaresmal!
  • Não se esqueça que você é de Deus, portanto a alegria não vem da bebida nem da comida, mas do Espírito Santo!
  • Evite todo e qualquer lugar ou comportamento que possam lhe levar a pecar. Todo grande pecado começa com um pequeno passo permissivo. Evite a ocasião!

“Davi e toda a casa de Israel dançavam com todo o entusiasmo diante do Senhor e cantavam acompanhados de harpa, cítaras, tamborins, sistros e címbalos. O rei e todos os israelitas conduziram a arca do Senhor, soltando gritos de alegria e tocando a trombeta” (2Sm 6, 5. 15). A alegria é um dom do Reino de Deus, e não do reino do pecado. Se o reino do pecado por vezes parece se alegrar, sua alegria é fútil e passageira. Nosso Deus não é o Deus da tristeza, mas da alegria e da festa! E se Ele está conosco em sua palavra, no irmão e principalmente na Eucaristia, podemos e devemos festejar todos os dias com maior entusiasmo do que o Rei Davi diante da Arca da Aliança!

 

Pe. Alexsander Cordeiro Lopes

Pároco e Coordenador da Ação Evangelizadora na Arquidiocese de Curitiba (PR)

Assessor Eclesiástico do Ministério Jovem da RCC do Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s